Doutrina

ESDECoordenadora:

Maria Socorro Azevedo Teixeira

Contato: doutrina@cefafortaleza.org.br

Objetivos:

A divulgação, através de estudo em grupo ou de palestras, da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec.

Atividades:

a) Coordenação das palestras públicas;

b) A Hora da Prece;

c) EPE – Estudo Preparatório para o ESDE;

d) Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE); e

e) Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita (EADE).

Por que devemos estudar o Espiritismo:

A recomendação é de Kardec: a segunda parte do livro “Obras Póstumas” contém um capítulo relevante cujo título é “Projeto – 1868”. Lá ele disserta sobre quais as ações que devem ser tomadas para propagação e difusão do Espiritismo. Dentre elas, Kardec cita a necessidade do “Ensino Espírita”. Segue abaixo a transcrição deste item.

“Um curso regular de Espiritismo seria professado com o fim de desenvolver os princípios da Ciência e de difundir o gosto pelos estudos sérios. Esse curso teria a vantagem de fundar a unidade de princípios, de fazer adeptos esclarecidos, capazes de espalhar as idéias espíritas e de desenvolver grande número de médiuns. Considero esse curso como de natureza a exercer capital influência sobre o futuro do Espiritismo e sobre suas consequências.”

Estrutura e funcionamento do ESDE:

O ESDE está distribuído em três livros com duração de três anos e meio, muito bem elaborados, onde se estuda a doutrina dos Espíritos de maneira regular, metódica e sistemática. Funcionamos com um coordenador, 18 facilitadores, atuantes nas 11 turmas, sendo seis nas segundas-feiras e cinco aos sábados, nos respectivos horários 19h30 às 21h e 17h30 às 19h.

Por onde começar a estudar o Espiritismo:

Pelo EPE (Estudo Preparatório para o ESDE) até que sejam iniciadas novas turmas dos ESDE I. Por se tratar de um estudo sistematizado, deve-se iniciar estudando como surgiram os fenômenos que deram origem à codificação, para no decorrer do curso adentrarem nas questões mais aprofundadas da doutrina dos Espíritos.

Formação de facilitadores/monitores:

Anualmente os facilitadores/monitores participam de duas capacitações na Federação Espírita do Estado do Ceará (FEEC) e na rotina de preparar aulas, estão buscando aprofundamento nos temas trabalhados. Quantos aos iniciantes, anualmente o CEFA os prepara com uma capacitação interna, em dois dias, onde são abordadas as práticas didático-pedagógicas e metodológicas à luz da Doutrina Espírita.

                                                 Por Maria Socorro Azevedo Teixeira